Provimento de cargos públicos em conto de fadas

Por Claudete Pessôa –

Ser professor e cumprir a missão maior de ensinar significa transmitir o conteúdo na língua do aluno, para que o aprendizado aconteça. Certa vez me deparei com uma turma com muitas dificuldades em compreender os diversos termos legislativos e jurídicos e muitos pensavam em desistir quando, brincando, os fiz compreender o tema Provimento de Cargos Públicos regido pela Lei 8112/1990 – Estatuto dos Servidores Públicos Federais e compartilho este conto de fadas com conteúdo concurseiro. Divirtam-se e aprendam:

Era uma vez… um belo príncipe encantado que prestou concurso público para cargo efetivo de carreira. Muito inteligente, foi o primeiro colocado e logo conquistou a sua NOMEAÇÃO. Tomou posse, iniciou o exercício e, muito eficiente, logo o príncipe conquista o seu desenvolvimento funcional através da PROMOÇÃO. A felicidade desperta a inveja e assim, a bruxa má, Sra. Administração Pública, demitiu o príncipe, com fundamento temeroso. Este, muito guerreiro, recorreu à Casa da Justiça, provou sua inocência e conquistou a sua REINTEGRAÇÃO, retornando para o seu cargo público.

Retornando, o príncipe percebe que o filho feio da bruxa má, o Sr. Ogro, fora promovido com a sua demissão. Reintegrado, o príncipe avisa: Sr. Ogro, meu caro, pula fora!! O cargo é meu!! Volte para o seu antigo posto. E o Sr. Ogro sofre a RECONDUÇÃO ao cargo anterior.

A bruxa má, nada satisfeita, resolveu extinguir o cargo do príncipe, que já estável, foi posto em disponibilidade. Inativo e muito triste… lavando louça e
varrendo o chão do castelo para passar o tempo, estava o príncipe depressivo quando, de repente (plim!!) aparece a eficiente fada madrinha: – príncipe, meu belo príncipe, porque você está tão triste?? E ele conta a sua história e aí… num plim… a fada mostra ao príncipe que existe cargo compatível com o anteriormente ocupado e o príncipe conquista o seu APROVEITAMENTO e volta à atividade.

A bruxa, muito revoltada em ser contrariada, resolve preparar uma armadilha para o príncipe: no seu caminho de cavalgada, um buraco imenso coberto de folhas e aí… buraco, cavalo e príncipe… bruuuuft!!! E o príncipe, digitador, tragicamente perde o movimento de seus braços e sofre READAPTAÇÃO passando atuar no setor de informações, entretanto sua doença piora e ele já não consegue exercer qualquer cargo público, motivo pelo qual é aposentado por invalidez.

Muito doente, muito triste, sozinho em seu castelo, até que… aparece a fabulosa fada madrinha (aquela mulher super eficiente que resolve tudo num “plim”) e aí… plim!!! Fisioterapia mega-super-hiper intensiva no príncipe e ele surge perfeito, sarado, lindo, inteligente, gentil… e conquista a sua REVERSÃO, casa com a fada madrinha e foram felizes para sempre!!!!!!!

Contato: whatsapp 21 989227003 – Instagram @claudetepessoa.oficial – email: coordenacao@superprofessores.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *