Notícia

TRT RJ

TRT-RJ estuda abertura de novo concurso. Leia entrevista com presidente

TRT RJ

O Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ) faz levantamento de dados sobre carência de pessoal, para saber da necessidade de um novo concurso público para técnicos (nível médio) e analistas (nível superior) judiciários, já que o último perderá validade em 11 de junho. A informação é do novo presidente do órgão, desembargador Fernando Antonio Zorzenon, que deu entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA 

 

Segundo o presidente, que tomou posse no último dia 27, o órgão confirmará a necessidade de um novo concurso quando terminar de fazer esse levantamento, em maio ou junho deste ano. FOLHA DIRIGIDA, porém, antecipou-se ao tribunal, e conversou com sindicalistas, para saber do déficit no TRT fluminense. E a constatação é preocupante, já que, além de grande carência de pessoal nas varas e nos setores do órgão, muitas aposentadorias vêm acontecendo e outras estão previstas para os próximos meses. 

 

Segundo o diretor do Sindicato dos Servidores das Justiças Federais no Estado do Rio de Janeiro (SindJustiça), Ricardo Quiroga, que é servidor do TRT-RJ, o concurso é inevitável. “Existe grande déficit de servidores no TRT do Rio, notificado até pela Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho. Todas as varas da capital têm déficit. A primeira instância é a cara pública do tribunal, onde as pessoas propõem as ações. Ali existe um volume de trabalho muito grande, e esse déficit tem atrapalhado o trabalho”, revelou o sindicalista.
 
Conforme detalhou Ricardo Quiroga, o anexo III da Resolução 63 de 2010 do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) recomenda a cada vara ter de 12 a 14 servidores para 1.500 processos. Isso, porém, não vem sendo cumprido há algum tempo. De acordo com o sindicalista, cada vara tem contado com cerca de 2 mil processos, para uma média de 11 servidores. “Na capital, faltam dois servidores em cada vara. Como são 82, faltam cerca de 160 servidores apenas nas varas da cidade do Rio de Janeiro. Se contarmos as varas do interior e os setores do órgão, esse número é bem maior”, denunciou.
 
Fonte: Folha Dirigida