Notícia

TRE RJ

TRE-RJ tem caminho aberto para novo concurso

TRE RJ
Agora que o orçamento da União foi aprovado pelo Congresso Nacional (faltando apenas a sanção presidencial, que deverá ocorrer em breve), o concurso para a área de apoio Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) poderá finalmente sair do papel. Sem uma seleção em validade, o órgão não tem mais nenhum empecilho para que uma nova seleção para técnico e analista seja aberta. No orçamento da União já consta arrecadação com taxas de inscrição para um concurso de técnico e analista, carreiras que exigem os níveis médio e superior, respectivamente. No dia 12 deste mês, expirou o prazo de validade da seleção anterior, de 2012, sendo assim não há mais um cadastro de reserva válido para ser utilizado em caso de necessidade de se realizar novas contratações. 

 

Saiba detalhes e vencimentos dos cargos

Dessa forma, só resta ao TRE-RJ abrir um novo concurso para poder realizar contratações para suprir carência ou fazer reposição de pessoal, seja por aposentadorias, desligamentos, mortes e invalidez. Embora ainda não confirme oficialmente que fará uma nova seleção para a área de apoio, o TRE já iniciou um processo interno de remoção de servidores (em vista de realocá-los em outros postos de trabalho e detectar a carência de pessoal), que geralmente precede a abertura de concursos. Ao fim dessa etapa, o TRE-RJ terá uma mapeamento da necessidade de pessoal em seus cartórios eleitorais. Feito isso, a expectativa é de que o tribunal possa efetivamente iniciar os preparativos do concurso, dando início ao processo de escolha da organizadora e definir os cargos/especialidades que serão oferecidos. 
 
 
É muito provável que o TRE-RJ contemple boa parte das funções do concurso passado. Certamente, a carreira de técnico judiciário da área administrativa será oferecida, já que demanda a maior necessidade de pessoal e sempre é a função onde ocorre o maior número de contratações. No concurso de 2011, o TRE-RJ ofereceu 19 vagas iniciais (nove para técnico da área administrativa), além de cadastro de reserva. No entanto, durante o prazo de validade da seleção, de quatro anos, 276 aprovados foram convocados, sendo 160 só para técnico da área administrativa. 
 
 
O cargo de técnico judiciário tem remuneração atual de R$7.051,99 mensais, composto por R$2.965,38 de salário base, R$3.202,61 de Gratificação Judiciária (GAJ) e R$884 de auxílio-alimentação. Já os analistas ganham hoje R$11.003,92, sendo R$4.865,35 de vencimento-básico, R$5.254,57 de GAJ e o auxílio-alimentação de R$884. Todos os servidores são admitidos por meio do regime estatutário, que assegura a estabilidade empregatícia, e recebem também auxílio pré-escolar e reembolso com gastos do plano de saúde. E quem atua na área de Segurança Judiciária recebe ainda Gratificação de Atividade de Segurança (GAS), que equivale a 35% do vencimento do concursado. 
 
 
Além do técnico da área administrativa, o concurso de 2012 contemplou também as especialidades de operação de computador e de programação de sistemas, ambas com exigência de nível médio/técnico. Já para analista judiciário, as oportunidades foram para as áreas Administrativa, Judiciária, Contabilidade, Análise de Sistemas, Arquitetura e Engenharia Civil e Elétrica. Naquele ano, todos os concorrentes foram submetidos a 120 questões objetivas, sendo 50 de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos. Todavia, os candidatos a analista judiciário (todas as áreas) e a técnico judiciário na área de apoio especializado (programação de sistemas) também fizeram uma redação.
 
Fonte: Folha Dirigida